A melhor música nas melhores salas.

Bio.
Tété Alhinho

 

A cantora Tété Alhinho carrega na voz uma alma muito própria, desenhada ainda na infância a ouvir as mornas que Bana cantava “nos 15 minutos finais da emissão da rádio Barlavento”, como recorda nas notas de capa de Mornas ao Piano, o belíssimo disco que acaba de lançar.

 

Para recuperar essas memórias, Tété recrutou vários músicos (os pianistas Carlos Matos, Ricardo de Deus ou Victor Zamora, por exemplo) que a acompanham em temas sobretudo da sua lavra, com o doce embalo ilhéu a ser recortado por um rigor jazz e uma classe de pendor universalista que ainda assim não mascara a identidade funda destas canções de dor e saudade, de nostalgia e absoluta dignidade.
Ao vivo, Tété Alhinho é ainda mais doce e intensa, arrebatadora na força da interpretação de temas que pegam na memória de Cabo Verde para se projetarem num mundo moderno e sofisticado, cheio de alma e de beleza. Todas estas qualidades poderão ser confirmadas nos dias 10 e 11 de Novembro, no Misty Fest, quando Tété subir aos palcos do Teatro Tivoli BBVA (Lisboa) e da Casa da Música (Porto), onde terá como artista convidado Carmen Souza e Theo Pascal Duo. Certamente, a não perder!